A guerra na Ucrânia chega hoje ao seu 75.º dia, no mesmo dia em que a Rússia assinala o Dia da Vitória contra o nazismo na II Guerra Mundial.

No aguardado discurso na Praça Vermelha, durante a parada militar que celebrou a vitória soviética em 1945, Vladimir Putin não se referiu ao conflito como uma situação de guerra, como era esperado, mas justificou a invasão perante a "ameaça inaceitável" nas fronteiras da Rússia.

TPL_BACKTOTOP